Organização e Produção de Materiais

Conheça os originais das nossas edições nas instalações do Centro de Formação. Visite-nos!

 

BROCHURAS: IDEIAS E PROJECTOS

 

Uma das equipas de colaboradores do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais tem vindo desde as 1as Jornadas de Educação e Cultura do Concelho de Cascais a trabalhar na brochura "Ideias e Projectos" publicada por este Centro, a partir de uma ideia do Professor Doutor João Barroso, da Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação da Universidade Clássica de Lisboa e para dar expressão a um trabalho de levantamento e análise de projectos do Centro de Formação iniciado em 1993 por uma equipa mista - Câmara Municipal de Cascais, Professores e Direcção do Centro.

As Escolas Associadas já vinham manifestando interesse em verem divulgados os projectos em curso, muitos dos quais ficam restringidos a uma pequena parcela da comunidade educativa, outros nem chegam a ser conhecidos, tendo uma existência efémera.

À data, foram publicados nove cadernos com a finalidade de criar um espaço de divulgação das muitas experiências e dinâmicas inovadoras desenvolvidas nas diversas áreas educativas, legitimando-as e valorizando estratégias e actividades. É uma apresentação do que se faz nas Escolas dos ensinos oficial e particular, desde o pré-escolar até ao secundário, passando pelos ensinos especial e recorrente.

Iniciaram-se as publicações com um caderno "A importância dos Centros de Formação no desenvolvimento do potencial criador de professores e alunos" e "Centro de informação e comunicação"

As publicações seguintes dirigem-se mais concreta e objectivamente aos projectos das Escolas, apresentando a segunda um quadro com os aspectos fundamentais, nomeadamente designação do projecto, local onde se desenvolve, o seu início, finalidades, equipa, destinatários e apoios recebidos.

A terceira brochura, para além da grelha com os novos projectos, finaliza com a análise dos que terminaram, focando " o que ficou daquilo que foi feito" apresentado também em tabela com a designação do projecto, os produtos reutilizáveis (saberes, conteúdos e experiências, atitudes/comportamentos, materiais produzidos) e o processo ( alterações ao projecto inicial e os factores responsáveis pela alteração).

O quarto caderno, publicado em Fevereiro aquando da realização das quartas Jornadas, e por sugestão da Professora Doutora Luísa Cortesão da Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação do Porto, aprofunda uma das temáticas dos projectos. Neste caso a temática trabalhada em maior número de Escolas – O Ambiente. A equipa recolheu elementos junto dos professores implicados nos projectos - tendo até ouvido frases curiosas como "nunca me apercebi que tínhamos feito tanta coisa" – compilou os dados e, para cada Escola, foi elaborada uma síntese focando as finalidades do projecto, actividades realizadas, saberes, atitudes e comportamentos, produtos, alterações ao projecto inicial, apoios e dificuldades. Este último caderno está enriquecido com uma introdução "Educação pelo e para o Ambiente: do passado para o futuro" da autoria da Dra. Maria Helena Cavaco, formadora e consultora de projectos de Desenvolvimento Integrado e Ambiente, que gentilmente se prontificou a colaborar com a equipa.

Sendo a Escola cada vez mais um espaço de convergência da diversidade social em todas as suas dimensões, os projectos desenvolvidos ou em curso respondem a necessidades, a situações problemáticas detectadas, a interesses manifestados, surgindo como forma inovadora de vivências escolares , reflectindo situações de abertura e criatividade por parte de alunos e professores. Representam ainda um contributo para o desenvolvimento da qualidade do ensino e sucesso escolar, fazendo emergir saberes implícitos e experiências vividas, constituindo espaços não formais na formação de professores e no desenvolvimento dos alunos e dando também resposta a uma das grandes finalidades da Educação, concretamente a construção da Autonomia dos alunos, dos professores e das escolas.

José João Gonçalves
Maria Graciosa Paralta

 

 
btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 1996

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 1997

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 1998

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 1999

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 2000

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 2001

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 2002

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 2003

btzbul1a

XXIDEIAS E PROJECTOS - 2004

 

 

 

Ideias e projectos nº1IDEIAS E PROJECTOS - Fevereiro 1996

 

EDITORIAL

A colecção Ideias e Projectos surge como um espaço de divulgação das muitas experiências e dinâmicas inovadoras, desenvolvidas nas diversas áreas educativas pelos associados e colaboradores do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais, Verifica-se que por falta de registo e de divulgação, muitas dessas ideias e experiências inovadoras se perdem, ou não chegam sequer a ser conhecidas . Tal facto traduz-se em perdas evidentes para toda a comunidade educativa. São inúmeras as ideias e as experiências que não são aproveitadas por outros educadores e alunos que delas poderiam beneficiar. Consideramos que a mudança das praticas educativas se constrói, também, a partir da divulgação e da discussão das iniciativas locais, cabendo ao Centro de Formação desempenhar um papel dinamizador em todo este processo.

Esta colecção pretende contribuir para a construção de uma nova concepção de escola, através da divulgação de inovações que procurem valorizar estratégias de auto e hetero formação bem como de eco e co-formação; estimular a articulação entre projectos locais ; permitir que professores se assumam como actores fundamentais da transformação do sistema educativo; criar um ambiente de colaboração, trabalho de equipa e troca de saberes entre os vários intervenientes da cena educativa; alargar o campo de aprendizagem da escola a toda a comunidade envolvente; promover a criatividade de professores e alunos e dinamizar o Centro de Recursos do Centro de Formação Continua de Professores de Cascais.

As primeiras publicações desta colecção divulgam ideias e projectos apresentados durante as II as Jornadas de Educação e Cultura do Concelho de Cascais promovidas, conjuntamente, peio Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais e pela Câmara Municipal de Cascais, em Janeiro de 1995.

Pedro Rocha dos Reis

 

 

 

Ideias e projectos nº2IDEIAS E PROJECTOS - Fevereiro 1997

 

EDITORIAL

Nas Escolas temos IDEIAS. Realizamos actividades importantes. Muitas vezes não elaboramos PROJECTOS. O nosso trabalho, por mais útil e criativo que seja, fica normalmente restringido à comunidade educativa a que pertencemos.

A finalidade deste 2º caderno da colecção "IDEIAS E PROJECTOS" é divulgar as práticas docentes, legitimando-as, valorizando deste modo estratégias e actividades.

É uma apresentação do que se faz nas Escolas oficiais e particulares. desde o ensino pré-escolar até ao ensino secundário, passando pelo ensino especial e recorrente. São sugestões que não se esgotam aqui. pois todos estamos conscientes da limitação da nossa recolha face à riqueza do trabalho realizado nas escolas.

A Escola é, cada vez mais, um espaço de convergência da diversidade social em todas as suas dimensões, nomeadamente familiar e cultural.

Da análise dos projectos e actividades verificamos que todas as Escolas têm:

btzbul1a

XXProjectos e/ou Actividades para ocupação dos tempos livres; Projectos e/ou Actividades que criam centros de interesse para os alunos.

btzbul1a

XXProjectos e/ou Actividades que partem dos conhecimentos e experiências dos alunos;

btzbul1a

XXProjectos e/ou Actividades que reflectem preocupações ambientais e outras.

Assim, este caderno poderá e deverá ser ponto de chegada e de partida de iniciativas facilitadoras da partilha, do debate e do confronto de IDEIAS E PROJECTOS que dão sentido às práticas dos professores e à vida das Escolas.

A EQUIPA

 

 

 

Ideias e projectos nº3IDEIAS E PROJECTOS - Janeiro 1998

EDITORIAL

O Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais pretende continuar a divulgação dos Projectos das Escolas. São projectos que respondem a necessidades. a situações problemáticas detectadas, a interesses manifestados, surgindo como forma inovadora de vivências escolares,, reflectindo situações de abertos e criatividade por parte de alunos c professores.

Os projectos em curso representam um contributo para o desenvolvimento da qualidade de ensino e sucesso escolar, fazendo emergir saberes implícitos e/ou experiências viradas, dando visibilidade aos espaços não formais da formação dos professores de desenvolvimento dos alunos. Pretendem também dar resposta a algumas das grandes finalidades da Educação. nomeadamente a construção da autonomia dos alunos. dos professores e das escolas.

É ainda nossa intenção dar início a uma reflexão sobre projectos já concluídos aos quais colocamos a seguinte questão:

O QUE FICOU DAQUILO QUE FOI FEITO?

O modo como o vamos fazer encontra-se exemplificado no final desta brochura com os projectos:

"A criança e o Meio: o Passado, o Presente e o Futuro

"Europa e Tradições" e "Eu Português Europeu"

"Clube da Dança"

A EQUIPA

 

 

 

 

Ideias e Projectos nº4IDEIAS E PROJECTOS - Fevereiro 1999

 

EDITORIAL

O interesse manifestado pelos professores em verem divulgados os seus projectos e em tomarem conhecimento dos que se realizam noutras Escolas, leva-nos a dar continuidade aos cadernos de "Ideias e Projectos" publicados respectivamente nas 2as e 3as Jornadas de Educação e Cultura do Concelho de Cascais. Deste modo, apresentamos um 4º caderno centrado numa temática específica, O AMBIENTE.
Porquê este tema ?
Dos projectos concluídos ou em curso, apresentados nos cadernos anteriores, seleccionámos aqueles cuja temática aparece num maior número de Escolas.
Baseado na tabela inserida no final do caderno n.º 3, foi elaborado um questionário apresentado às equipas dos projectos, a fim de ficarmos a saber o que ficou daquilo que tem vindo a ser feito.
Apresentamos um pequeno trabalho elaborado a partir da análise das respostas obtidas junto dos responsáveis dos projectos.

As Escolas associadas deste Centro que trabalharam o referido tema sob a modalidade de projecto são:

Colégio do Amor de Deus 
Projecto "Usar e Reciclar
Projecto "Clube do Ambiente"

Colégio D. Luísa Sigea 
Projecto " O Ambiente "

Jardim de Infância da Malveira da Serra
Projecto " A Nossa Amiga Natureza"

Escola n.º 1 de Alcoitão
Projecto "Saúde, Higiene, Ambiente"

Escolas n.º 1 e 2 de Aldeia de Juzo
Projecto "Protecção da Natureza"

Escola do 1º Ciclo de S. João do Estoril
Projecto "Criando Raízes"

Escola do 2º Ciclo do Monte Estoril 
Projecto "Clube de Actividades ao Ar Livre " 
Projecto "Clube do Monte" 
Projecto "Recuperação e Revitalização do Parque Palmela"

Escola Básica 2,3 da Alapraia
Projecto "Clube de Jardinagem"

Escola Básica 2,3 de Alcabideche
Projecto "Reciclagem de Papel" 
Projecto "Arranjo Paisagístico da Área Envolvente da Escola"

Escola Básica 2,3 da Galiza
Projecto "GrupECO"

Escola Básica 2,3 Pereira Coutinho
Projecto "Clube do Ambiente"

Escola Secundária da Cidadela
Projecto "Clube do Ambiente - Terra Verde"

Escola Secundária de S. João do Estoril
Projecto "Clube de Ambiente - O Dragoeiro"

Este trabalho vem precedido e é valorizado por um texto de Maria Helena Cavaco, formadora e consultora de projectos de Desenvolvimento Integrado e Ambiente.

A EQUIPA

 

 

 
 
IDEIAS E PROJECTOS - Fevereiro 2000

 

EDITORIAL

"Ideias e Projectos" é uma brochura do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais que, tem por finalidade dar a conhecer, valorizar, difundir, divulgar e proporcionar enriquecimento de actividades realizadas por escolas do nosso Concelho.

Na sequência do Caderno nº 4 "Ideias e Projectos", centrado na temática especifica do "Ambiente", seleccionámos para desenvolver nesta brochura, um dos temas mais trabalhados nas escolas ligadas ao Centro de Formação - "A Saúde".

Após análise dos projectos apresentados e divulgados nos cadernos 2 e 3, concluímos que, para além dos projectos directamente relacionados com a Saúde que nos foram entregues, há, ainda, aqueles cujo o título não se refere à "Saúde", embora se enquadrem nesta área de "saber". Visam criar situações de "bem-estar físico, mental e social" (O.M.S.). Estão nesta linha alguns projectos ligados ao desporto, cujos objectivos referem:

- "Proporcionar o crescimento harmonioso e integral dos alunos";

- "Desenvolver capacidades físicas e psíquicas dos alunos";

- "Proporcionar uma formação global do praticante".

Há ainda projectos de natureza integradora, que articulam saberes do âmbito da Educação Ambiental como outros da área da Saúde.

A metodologia seguida pelos responsáveis desta brochura limitou-se à compilação e análise dos registos de um questionário distribuído pelas escolas. Os elementos resultantes dessa análise e que aqui são apresentados, tal como no caderno anterior, permitem saber algo do que ficou daquilo que tem vindo a ser feito. Alunos e professores num vai-vem constante entre a utopia, a concretização no terreno e a vivência democrática, fizeram aprendizagens conjuntas. Aprendizagens essas que, necessariamente, virão a ter influência nos seus percursos de vida.

As escolas que desenvolveram e/ou desenvolvem projectos relacionados com o tema Saúde são muitas, mas só de algumas temos os resultados. São estes que apresentamos e que nos dão ideia do que se faz nas escolas...

Com o objectivo de actualizar os cadernos já publicados, terminamos com a divulgação das grelhas de novos projectos que actualmente decorrem em algumas escolas.

A EQUIPA

 

 

 
IDEIAS E PROJECTOS - Março 2001

 

EDITORIAL

"Ideias e Projectos" é uma brochura do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais que, tem por objectivo divulgar, valorizar e legitimar os projectos realizados por escolas do nosso Concelho.

Na linha de orientação das outras brochuras, seleccionámos para desenvolver neste sexto caderno, um dos temas mais trabalhados nas Escolas ligadas ao Centro de Formação - Educar para a Cidadania e para os Direitos Humanos.

Os responsáveis por esta brochura, embora por questões de metodologia tivessem proposto um guião às escolas, não o usaram de forma rígida, mas sim, como modelo de orientação, com o fim de "arrumar" o trabalho desenvolvido. Neste sentido, encontram-se também publicados os guiões das próprias escolas. Muitas delas, saíram do seu espaço, deram as mãos a outros parceiros: à Câmara Municipal de Cascais, às Juntas de Freguesia, aos Centros de Saúde bem como à Civitas de Cascais, organizando os seus projectos com vista a potenciar e a enriquecer os diferentes processos de aprendizagem - aluno-professor/aluno-aluno/aluno-professor-comunidade.

Respeitando a filosofia do Centro de Formação, a equipa não distinguiu projectos do ensino público dos projectos do ensino privado, mas tão somente, juntou projectos de professores persistentes e empenhados que, parafraseando Maria Helena Cavaco "se realimentaram através do desenvolvimento pessoal e social... alunos e professores crescem ao mesmo tempo". Neste sentido, as escolas serão apresentadas por ordem alfabética.

Na tentativa de uma actualização permanente, a estrutura de Ideias e Projectos divide-se em duas partes: uma primeira parte contendo os projectos relacionados com o tema central da brochura e uma segunda parte na qual constam novos projectos que, actualmente decorrem nas escolas.

A EQUIPA

 

 

 

 

IDEIAS E PROJECTOS - Março 2002

EDITORIAL

Com o 7º caderno da colecção "Ideias e Projectos", uma edição do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais iniciada em 1996, continuamos a divulgar as práticas docentes, procurando deste modo valorizar estas estratégias e actividades, não permitindo que fiquem "escondidas" nas comunidades educativas a que pertencem, revelando-as a todas as comunidades. Pensamos que ao publicitar estas ideias e estes projectos, estamos a colaborar para uma efectiva troca de experiências, de realidades e de saberes.

Os projectos agora apresentados, procuram responder a necessidades, a situações de complemento da educação formal em espaços não formais. Representam um contributo para o desenvolvimento da qualidade do ensino e reflectem muitas das experiências vividas, quer por professores, quer pelos alunos, transformando a escola, cada vez mais, num espaço de convergência de diversas realidades multiculturais. Neste número, fazemos a apresentação pura e simples dos projectos que se vão construindo nas escolas do ensino oficial e particular ligadas ao nosso Centro de Formação, abandonando por agora os cadernos temáticos que temos vindo a publicar nos últimos anos, nomeadamente os relacionados com o "Ambiente", com a "Saúde" e com a "Educação e Cidadania".

De referir por ultimo as parcerias que se vão construindo na concretização destes projectos, nomeadamente com a Câmara Municipal de Cascais, as Juntas de Freguesia, os Centros de Saúde, a PSP., a G.N.R., a Civitas, o Ministério da Educação, Embaixadas, Associações de Pais e Encarregados de Educação, Empresas, etc., criando deste modo uma envolvência das forças vivas da região, num processo de crescimento conjunto.

 

José João Osório Gonçalves

 

 

 

 

IDEIAS E PROJECTOS - Julho 2003

EDITORIAL

A criação dos Centros de Formação das Associações de Escolas veio contribuir para o desenvolvimento pessoal, social e profissional dos docentes e não docentes e ainda, para um incremento da qualidade dos serviços prestados pelos estabelecimentos de ensino.

Esta edição da revista do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais faz a divulgação do Plano de Formação de 2003 e apresenta alguns textos ou artigos de professores das escolas associadas, dos nossos formadores e especialistas, dos nossos colaboradores e ainda de instituições com quem desenvolvemos parcerias.

Um plano de formação deve partir de uma reflexão sobre a formação feita, de uma análise das necessidades do sistema, das escolas e dos formandos bem como de uma filosofia do que deve ser a formação de professores e de um Centro de Formação enquanto instituição a quem compete implementá-la.

É neste quadro que se inscrevem as acções do nosso plano de formação de 2003 que aqui divulgamos. Na componente relativa à vertente formal da formação dos professores, existe um equilíbrio entre as diferentes modalidades: apresentamos nove cursos de formação, sendo seis essencialmente práticos e três de natureza teórico-prática; onze oficinas de formação; quatro projectos; dois círculos de estudo e um estágio. Quanto ao Pessoal Não Docente, temos dez acções de formação, cinco na modalidade de oficina e cinco cursos, abrangendo quase todas as áreas de trabalho destes funcionários, incluindo um específico para Psicólogos dos S.P.O..

Na vertente não formal do Plano de Formação, temos realizado diversos eventos e outros se seguirão, nomeadamente:

- “Um dia com…”;

- “Encontro de Educação do Concelho de Cascais”.

Acções de Formação não creditadas como forma de sensibilização para determinados problemas e/ou resolução pontual de lacunas de formação.

Quanto à avaliação da formação, desenvolvemos formas de Avaliação Interna, em que cada interveniente nas suas actividades tem uma palavra a dizer, respondendo a um inquérito com perguntas de resposta aberta e outras de resposta fechada, que são posteriormente tratadas e analisadas. Para nós, a crítica construtiva e fundamental como forma de avaliação-regulação.

Para além destes eventos, existe um conjunto de publicações que continuaremos a editar (...).

Continuaremos a trabalhar como até aqui, procurando incentivar as escolas/grupos de professores a avançar com propostas concretas de formação, já que são iniciativas como estas que centram na escola e no pleno exercício da actividade profissional a formação de professores e de PND.

 

José João Osório Gonçalves

 

 

 

 

IDEIAS E PROJECTOS - Março 2004

EDITORIAL

“Ideias e Projectos”, é uma brochura do Centro de Formação Contínua de Professores de Cascais que tem por finalidade divulgar as diversas actividades das escolas nossas associadas, quer do ensino oficial quer do ensino particular, procurando deste modo valorizar estas estratégias e estes trabalhos, não permitindo que fiquem “escondidos” nas comunidades educativas a que pertencem, revelando-os a todos os actores educativos. Pensamos que, ao publicitar estas ideias e estes projectos, estamos a colaborar para uma efectiva troca de experiências, de realidades e de saberes.

Os projectos agora apresentados, procuram responder a necessidades, a situações de complemento de educação não formais. Representam um contributo para o desenvolvimento da qualidade do ensino e reflectem muitas das experiências vividas, quer por professores, quer pelos alunos, transformando a Escola, cada vez mais, num espaço de convergência das diversas realidades multiculturais, utilizando estratégias e percursos diversificados para a efectiva construção de uma educação e cidadania plenas.

A metodologia seguida pelas responsáveis desta brochura foi a da compilação e análise dos registos dos diversos projectos enviados pelas escolas, muitos deles sem terem sequer uma apresentação formal mas cujos resultados e produtos constituem um processo importante no percurso da comunidade onde se realizam ou realizaram.

De referir por último as parcerias que se vão construindo na concretização destes projectos, nomeadamente com a Câmara Municipal de Cascais, as Juntas de Freguesia, os Centros de Saúde, a PSP., a G.N.R., a Civitas, o Ministério de Educação, Embaixadas, Associações de Pais e Encarregados de Educação, Empresas, etc., criando deste modo um envolvência das Forças Vivas da região, num processo de crescimento conjunto, procurando contribuir para uma melhoria significativa das condições de vida das populações do nosso Concelho.

 

José João Gonçalves

 

 

 
Saturday the 25th - design by Cajo -